Durante a campanha foram recolhidas opiniões de estudantes do Instituto Superior Politécnico do Cazenga ( ISPOCA), vendedores do mercado Asa -branca e ambulantes, sobre as causas e consequências que afectam as famílias angolanas, inserida nos festejos do dia do Herói Nacional.

Falando à Angop, o primeiro secretario municipal da JMPLA, Orlando Francisco Manuel,  disse pretender com estes encontros, interagir e recolher contribuições dos estudantes e populares para se ter uma noção do que pensam deste  mal que afecta a sociedade.

O responsável disse ser obrigação dos membros da JMPLA  realizar estas campanhas de  moralização da sociedade para o resgate dos valores morais, cívicos e combate à corrupção enraizado na mentalidade de muitas pessoas.

Na sua óptica, é necessário a conjugação de acções para inverter o quadro das condições de vida da população, devendo os jovens ter maior dinamismo nesta tarefa.

Segundo Orlando Domingos, depois da auscultação pública, será produzido um documento final  para o comité provincial da JMPLA onde estará toda a informação sobre a campanha de moralização.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.