Guardado, acusado  de peculato, corrupção, tráfico de influência e furto doméstico, está em prisão preventiva.

Outro mandado de prisão preventiva é o do antigo director provincial da Hotelaria e Turismo, João Bernardo “Kudy”, gestor financeiro na Administração Municipal de Benguela, acusado dos mesmos crimes.

O governador Rui Falcão disse que os orgão estatais “estão a funcionar e deve-se respeitar o princípio constitucional da solidariedade instituciona”.

Interrogado sobre se receava que mais administradores e directores possam ser chamados à justiça Rui Falcão disse que isso compete aos orgãos judiciais decidir.

“Se for essa a decisão da justiça que assim seja”, disse

“Os poderes estão separados e nós temos cada um que fazer o seu papel”, acrescentou

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.