O gabinete do procurador assegurou, além disso, em comunicado, que a visita a Istambul do procurador-geral saudita dentro da investigação do caso "não deu resultados concretos".

"De acordo com um plano premeditado, a vítima Jamal Khashoggi foi estrangulada até a morte assim que entrou no consulado", continua o texto. "O corpo da vítima foi desmembrado e livraram-se dele depois de sua morte por estrangulamento", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.