O facto foi confirmado sub Procurador-Geral da República no Cunene, José Clemente Cabinda, referindo que o processo visa a recuperação dos meios do Estado, desviado por alguns funcionários públicos.

Esclareceu que o caso resulta de uma denúncia chegada a instituição o que levou a um o processo investigativo realizado Serviços de Investigação Criminal (SIC) em coordenação com a PGR.

De acordo com o magistrado, as viaturas encontram-se em posse de cidadãos que prestaram serviços ao governo mas que, no final da missão, apropriaram-se dos meios a seu favor e levaram para outras províncias sem o devido abate.

Clemente Cabinda informou que as referidas viaturas estão identificadas e apelou para a entrega voluntária dos meios, sob pena de haver detenções dos autores e apreensão dos mesmos.

Entretanto, exortou aos cidadãos no sentido de continuarem a colaborarem com os órgãos de justiça na denúncia dos actos de ilegalidade.