Segundo uma nota de imprensa, o Presidente chinês, Xi Jinping, disse “valorizar o desenvolvimento das relações entre a China e Moçambique”.

Vladimir Putin, líder russo, referiu que “a cooperação russo-moçambicana está a progredir com sucesso” e contribui para “o reforço da estabilidade e segurança no continente africano”.

Por seu turno, o Presidente da Índia, Ram Nath Kovind, assinalou que o país “atribui grande importância à expansão, aprofundamento e consolidação das relações com Moçambique”.

O chefe de Estado do Botsuana, Mokgweetsi Masisi, assinalou “os grandes avanços e conquistas que o país continua a registar, sobretudo na implementação do Processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração, ao abrigo do acordo de Paz e Reconciliação Nacional”.

Já o Presidente egípcio, Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, reafirmou “os laços de fraternidade e amizade que unem os dois países irmãos”, enquanto o líder húngaro, János Áder, deseja que as relações entre os dois países “sejam fortalecidas ainda mais”.

Moçambique assinalou ontem os 45 anos de independência face ao regime colonial português.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.