A mulher de Vazquez, Maria Auxiliadora Delgado, morreu há três semanas, na sequência de um ataque cardíaco.

“Num exame tomográfico foi encontrado um nódulo pulmonar direito, com características muito claras de que poderia ser maligno”, disse o Presidente uruguaio.

Vazquez disse que se sente bem e que não sentiu nenhum sintoma relacionado com a doença. Após exames adicionais, Vazquez espera ter um prognóstico e uma ideia de possíveis tratamentos, a confirmar-se a doença.

Em várias ocasiões, afirmou ter escolhido a profissão depois dos pais e de uma irmã terem morrido de cancro.

Em 2011, escreveu um livro intitulado “Crónica de um mau amigo”, no qual incluiu reflexões sobre as suas experiências no combate ao cancro e depoimentos dos seus pacientes.

Durante seu primeiro mandato presidencial, de 2005 a 2010, Vazquez defendeu alguns da legislação mais rígida no mundo sobre o tabaco.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.