Dom Óscar Braga faleceu no Hospital Geral de Benguela, vítima de doença, aos 89 anos de idade.

Em nota de condolências, João Lourenço refere que foi com profunda consternação que recebeu "a triste notícia do falecimento do Bispo Emérito da Diocese de Benguela, cidade onde durante 45 anos exerceu a sua meritória acção religiosa".

O Chefe de Estado reconhece a dedicação de Dom Óscar Braga em prol da Igreja Católica e do bem comum, sublinhando que estimulou entre a juventude muitas vocações religiosas e transmitiu os mais nobres valores da sociedade angolana.

Entre os valores transmitidos à sociedade angolana, por Dom Óscar Braga, o estadista destaca o amor ao próximo, a valorização da família, a defesa da criança, da mulher e dos mais vulneráveis.

Considera-o "homem íntegro e patriota convicto", sustentando que dele "guardamos boas recordações dos anos em que trabalhámos e convivemos em Benguela entre 1986 e 1989".

Neste momento de tristeza e luto, em nome próprio e em nome da esposa, João Lourenço apresenta as mais sentidas condolências à família enlutada e a todos os que tiveram o privilégio de conviver e beneficiar dos "sábios conselhos" de Dom Óscar Braga.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.