"Foi com bastante tristeza que tomei conhecimento do passamento físico do vosso ente querido Carlos Alberto Van-Dúnem, nacionalista que dedicou grande parte da sua vida à causa da liberdade e da Independência do nosso País", expressou o Chefe de Estado angolano numa mensagem de condolências, chegada à Angop.

O Estadista angolano destaca o malogrado como um patriota convicto e intrépido na defesa das causas nobres do povo angolano, que em resultado do seu esforço e dos seus companheiros do “Processo 50”, puderam e continuam a desfrutar da pátria angolana livre.

"Quero por isso, em nome da minha família e no meu próprio, apresentar a família enlutada os nossos mais profundos sentimentos de pesar e de solidariedade, estando certo de que esta irreparável perda continuará a ser dolorosamente sentida pela família, pelos seus amigos e por todos que com ele tiveram a oportunidade de conviver e desfrutar do seu saber", desejou.

Nascido em Luanda, a 28 de Julho de 1935, "Beto Van-Dúnem" foi o primeiro ministro do Comércio, após a Independência do país, em Novembro de 1975.

Antes, fora director do Departamento de Organização de Massas, que tinha a missão de lançar as bases da doutrina e dos ideais do MPLA e disseminá-las pelo país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.