O dia 16 de junho é considerado como o Dia da Criança Africana pelos grandes acontecimentos que surgiram nesta data. Em 16 de Junho de 1976 na África do Sul a população de raça negra manifestou-se reclamando os direitos da criança.

Nesta data milhões de estudantes negros da cidade de Soweto, na África do sul, manifestaram-se exigindo o direito a uma melhor educação e aprendizagem das suas línguas maternas em vez do inglês e do Afrikaans que aprendiam nas escolas.  Contudo, o que pretendiam que fosse uma manifestação pacífica acabou em tragédia, o que causou a morte de vários estudantes e muitas crianças pelo nível de violência existente. Foram dias de guerra e violência o que levou este episódio a ser conhecido conhecido como o “Levante do Soweto”.

Passou assim a ser o dia 16 de junho, o dia da criança africana a partir de 1991. De qualquer das formas, ainda hoje milhões de crianças africanas ainda sofrem, vítimas de "doenças, violência e fome".

Várias palestras e actividades recreativas, culturais e desportivas decorrem em quase todo o país para saudar o 16 de Junho, Dia da Criança Africana.

Para que as crianças tenham uma vida digna e feliz, foi aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU) a "Declaração dos Direitos da Criança” e que, em 1990, se tornou lei internacional.

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.