Tendo em conta o eleitorado como um todo a media dessas sondagens dá 49,5% de apoio ao candidato democrata Joe Bide e 40,3 % a Donald Trump.

Mas claro está que as eleições presidenciais americanas não são decididas uma votação a nivel nacional mas sim em votações a nivel de estado onde depois os estados enviam os seus representantes para um colégio eleitoral.

Devido ao sistema em que há certos estados que os republicanos não esperam ganhar como por exemplo a California ou que os democratas esperam ganhar como por exemplo oTtexas ou o Alabama, é nos estados que mudam de eleição para eleição que os candidatos se concentram. São os hamados “swing states” que nas últimas eleições deram a vitória a Trump no colégio eleitoral e mesmo nesses estados os números não são bons para Donald Trump.

Biden comanda com 49% dos votos contra 42,2% na Florida, 49.3% contra 43% na Pensilvania, 48% contra 41.8% emWwisconsin, 46.8% contra 44. 44% na Carolina do Norte e 46.3% contra 42.3% no Arizona.

Para além disso a sodagens indicam tabém que a percentagemm do eleitorado que considera que o presidente está fazer um bom trabalho está a um dos niveis mais baixos de sempre pouco mais de 41%.

Eddie Glaude é professor de estudos africano-americanos na Universidade de Princeton e diz que esta queda se deve essencialmente ao que se esta a passar com a pandemia do coronavírus em que a resposta do governo central tem sido criticada

“O virus não é partidário. Nao se ineressa pela politica e o que fez foi estabelcer uma ligaçao entre as nossas diferenças” disse o professor para quem“em última análise as pessoas em redor do pais querem uma resposta do govenro federal a uma pandemia que afectou tudo nas nossas vidas”.

“Penso que o governo falhoue falhou não só para democratas mas para republicanos independentes, falhou para com todos os americanos”, acrescentou

Há outros analistas que afirmam que a queda no apoio ao presidente se deve também a outros factores mas todos concordam que o presidente está em queda e isso alarma muitos republicanos como é o caso do antigo governador da Nova jersey Christ Christie para quem se o presidente “não mudar de rumo em termos da substância do que está a abordar e no modo como lida com o povo americano então ele vai parder”.

Para Christie as sondagens em termos globais “não têm grande significado mas a tendencia é óbvia”.

“A tendência está a caírr para o lado de Joe Biden que não diz uma palavra, está escondido em casa sem dizer qualquer coisa’.

“Nao estu a desacreditar o vice presidente. Se se esta a ganhar sem fazer nada para qu fazer algo?” interrogou Christie.

Preocupante paa a candidatura de Trump é que as sondagens indicam que ele está parder apoio entre o eleitorado “sénior” aquele acima dos 60 anos de idade e que tem sido uma das bases fundamentais do seu apoio.

Os republicanos querem que Trump, como disse Christie tenha uma campanha mais concetradas nos seus sucessos e nos problemas que Joe Biden poderá trazer fazendo notar a influência da ala mais à esquerda d partido na campanha de Biben.

As próximas semanas vão ser decisivas para a campanha de Trump e3 o tempo começa a ser pouco. As eleições são a três de novembro

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.