Segundo as primeiras informações, a vítima, grávida, fez uma paragem numa estrada da província de Mpumalanga (Nordeste do país), quando dois homens a forçaram a entrar num carro.

"Um dos homens violou-a diante do filho, ameaçando-a com uma faca", explicou a polícia sul-africana através de comunicado.

"A mulher conseguiu morder a genitália do homem, que fugiu", acrescenta o texto.

As autoridades procuram, em centros médicos, um homem que tenha dado entrada com uma mordidela no pénis.

A violação é um crime recorrente na África do Sul, onde foram registados 39.828 casos, 109 por dia, entre Abril de 2016 e marco de 2017, segundo dados da polícia.

Estudos independentes revelam que apenas uma em cada dez das violações resultam na condenação do agressor.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.