“Foram os `dozo´, que chegaram sábado à vila de Koumaga, na zona de Djenné (região centro do país). Eles cercaram a vila, isolaram os membros da etnia fula das outras comunidades e mataram pelo menos 32 civis”, revelou Abel Diallo, presidente de uma associação local

Entre os mortos estarão também crianças da etnia fula, adiantou uma outra fonte local à AFP.

FC // JPS

Lusa/fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.