O centro cultural Xá de Caxinde foi pequeno para acolher o “ex-combatentes” de Paulo Flores.

 

O centro cultural e recreativo Xá de Caxinde, acolheu durante os dias cinco, seis e sete o cantor Angolano Paulo Flores que apresentou ao vivo o seu último trabalho intitulado ex-combatentes.

Críticos da música, imprensa, amigos e familiares deslocaram-se àquele centro sito no município da Ingombota, para durante hora e meia nos três dias acompanhar o artista nas suas actuações.

Questionado sobre o objectivo do show, aquele artista frisou entre outra a intenção de estar mais próximo dos fãs e ouvintes, mostrar os novos discos e experimentar as sonoridades.

“Este show serve acima de tudo para medir o que as pessoas mais gostam e conseguem assimilar desta nova obra discográfica, de formas a caminharmos juntos numa melhor percepção desta trilogia”, acrescentou o artista.      

Durante uma hora e meia, com cerca de 15 músicas por secção o artista apresentou ao vivo músicas da obra ex-combatentes e alguns sucessos antigos como foi o caso de “Inocente”, a pedido do público.

Paulo Flores, que mostrou os seus dotes de exímio violinista, esteve acompanhado nas suas apresentações da banda composta pelos artistas Hélio Cruz (bateria), Dalú Roger e Xavier (percussão), Tady Nsingue (guitarra), Mias Galheta (Viola-Baixo), Gobliss (teclado) e finalmente Aninhas, Geny e Neyde (coro).

A trilogia “Ex-combatentes”, contas com as obras “viagem”, "Sembas" e "Ilhas" com 27 temas, dos quais nove em cada volume, lançadas em Abril último.

Os estilos melódicos “bossa nova", "jazz" e "morna" influenciaram as músicas apresentadas durante as noites de sexta, sábado e Domingo, envolveram os cerca de mil convivas ao Xá de Caxinde.

Fela das acácias

Veja mais fotos aqui

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.