De acordo com a agência de notícias espanhola EFE, o barco entrou em águas italianas durante a tarde e permaneceu próximo da costa, mas não atracou no porto, tendo sido as embarcações da Guarda Costeira italiana que levaram os migrantes para terra por volta das 23:15 locais, 22:15 em Lisboa.

Nas redes sociais, a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF), uma das responsáveis pelo barco, celebrava dizendo que a espera para aqueles 82 migrantes tinha terminado.

“Fugiram da Líbia, sobreviveram a uma travessia mortal no Mediterrâneo e agora, finalmente, chegam a um lugar seguro”, disse a ONG.

Os 82 migrantes terão agora de aguardar na ilha italiana até serem reinstalados noutros países europeus que se ofereceram para os acolher, como é o caso da Alemanha, França, Luxemburgo e Portugal.

O Governo português já fez saber junto da Comissão Europeia que está disponível para acolher oito destas pessoas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.