É uma das figuras mais conhecidas e carismáticas da Tpa2. Apresentadora do programa Tchillar desde que o mesmo começou, tem vindo a conquistar o publico e faz com que o seu programa seja um dos que tem mais audiência a nível nacional.

Actualmente Mel tem apenas 23 anos, mas uma vida repleta de aventuras. O seu nome verdadeiro é Melakrini, palavra grega que significa morena. Apesar de não ter nascido em Angola (nasceu em Bucarest-Rumania), foi aqui que passou a sua primeira infância até ao falecimento da sua mãe, quando tinha apenas cinco anos, com malária cerebral. Depois desse trágico acontecimento Mel vai com o seu irmão Edelto para a ex-yugoslavia, mais concretamente para a cidade de Lubjiana onde passou uma temporada com os tios paternos.
Mais tarde, em 1990, com treze anos, regressa a Angola, onde descobriu a sua paixão pelo teatro. “Praticava nos tempos livres na escola Nzinga Mbandi, dirigida pelo grupo teatral Horizonte Nzinga Mbandi, foi aí que começou este grande amor” conta.

Aos 16 anos, ruma a Espanha, onde viveu com uma das suas tias paternas em Madrid, e onde terminou o ensino secundário e pré-universitário na área de Ciências sociais. “Acabei o pré-universitário, e entretanto fiz parte de um atelier de rádio comunitária, mas o meu amor pelo teatro era maior, então durante os restantes anos que fiquei em Espanha dediquei-me a ele nos tempos livres. Estreei “Los Envagelhos Apocrifos” de Franky Huesca em 202 e fiz parte do segundo elenco de “El Gnomo Jeromo” de Frank Huesca em 2003, ano em que regressou novamente para Luanda onde começou a formação universitária. “ Quando regressei, comecei por tirar Direito na faculdade Agostinho Neto, mas foi por influência familiar, pois sempre quis seguir jornalismo”, revela.

Cansada da “ditadura académida” decidiu mudar de curso e passou a frequentar o curso de gestão de empresas na universidade Gregório Semedo.

Antes de chegar onde está hoje, Mel passou por várias etapas laborais e fases delicadas. “Comecei a trabalhar numa empresa petrolífera como secretária e a estudar á noite. Infelizmente tive um esgotamento, que me levou a deixar a empresa e dar uma pausa nos estudos. Com o tempo livre que tinha á minha disposição aproveitei para me voltar a dedicar ao teatro e experimentar novas actividades. Fui repórter e redactora de notícias na LAC, fiz protocolo de eventos, fiz publicidade, fui vendedora de mosaico e revestimento, até que surgiu o concurso Miss Angola, onde vi uma opção para encontrar melhores oportunidades na área de publicidade e midia, e consegui ficar em segundo lugar no concurso. Logo de seguida choveram convites e propostas de trabalho.”

Em 2007 durante um curso intensivo (3 meses) de teatro organizado pelo Ministerio da Cultura faz um casting que lhe da um pequeno papel na mini-serie “ Entre o Crime e a Paixao” da TPA1;torna-se no mesmo ano membro efectiva do grupo Elinga Teatro de Jose Mena Abrantes e recebe o personagem de Santo Antonio e escreve conjuntamente com alguns colegas do curso o guiao de “O Preço de Uma Escolha” estreado na sala de teatro LASSP. Por esse motivo faz uma formação de guionismo da Televisão Publica de Angola com José Silvestre Director de Ficção da estação.

“Ainda nesse fui convidada para fazer um casting  “ Eu na TV” para um novo e ambicioso projecto de televisão. Fui uma das três únicas seleccionadas junto de Lukenia Gomes e Alexandre Dala e ganhamos uma formação de 2 meses em Lisboa.” Diz-nos orgulhosa o retornar a Luanda torna-se um dos rostos mais conhecidos da televisao publica com os programas Flash, Viagens e posteriormente com Tchilar o programa juvenil de maior audiência emitido ao vivo e em directo durante cinco vezes por semana, que a tornou verdadeiramente popular.
Fazendo um malabarismo gigantesco com o tempo, passa a estudar, a apresentar o seu show em directo na tv e a fazer teatro que a leva a participar de alguns festivais nacionais e internacionais. “As propostas para fazer telenovelas e cinema são cada vez maiores e o meu futuro vislumbra-se promissor.” Revela.

“Prefiro manter a minha vida pessoal o mais privada possível, pelo que nunca falo sobre relacionamentos amorosos nas entrevistas” responde depois de lhe termos questionado acerca do amor, mas acrescenta: “Encontro no seu ciclo familiar e de amigos de longa data as minhas melhores opções de convívio.”
Há quatro anos encontrou em algumas práticas de Yoga melhor conforto espiritual, tornando-se praticante iniciada no Tantra Yoga desde 2009. Tornou-se vegetariana por opção, não fuma, não consome bebidas alcoolicas e a natação é o seu desporto.

Algumas curiosidades:

Dados pessoais
Nome completo: Melakrini E. Olavo Gamboa
 
Idade: 23 e tantos
 
Estado civil: solteira convicta
 
Profissão: apresentadora de tv

Formação: Ainda a estudar Gestao e Marketing, a primeira opção era Ciências da Comunicação

Hobbies : Teatro, fotografia e astrologia

Pratica desporto: natação

Que mais gosta de fazer na vida: Teatro e fotografia

Qual um dos objectivos de vida? ser actriz de cinema

 O que mais a atraía nas pessoas? a beleza e a "boa vibe"

Um sonho: hollywood e brodway

 

ALGUMAS PREFERÊNCIAS:

O livro: Brida de Paulo Coelho

O filme: Matrix

A viagem:Cabo-Verde

 O Perfume: Chanel no5

Restaurante: depende do estado de espirito e da companhia

A discoteca ou bar: Palo's bar e LXL

O museu: Planetario de Madrid

O jogo: Tetris e Tekken da PSP

A música: "hello" Lionel Richie

A Estilista: Coco Chanel, uma autentica recolucionaria

 Bar: Elinga

 Um actor: Keanu Reeves
 
Um Disco: são muitos
 
 Um cantor: seria injusto só escolher um

 A marca de maquiagem: Loreal Make-up, Yves Saint-Laurent e MAC

Por: Mariana Rodrigues

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.