Manuel Candjombi Vilamba, um dos subscritores da carta que deu entrada Quarta feira no gabinete de Archer Mangueira, disse à VOA que caso o governante se comporte tal como foi o governante cessante, vão percorrer a pé do Namibe á Luanda, num percurso de mais de mil km afim de serem recebidos em audiência pelo presidente do MPLA João Lourenço, em Luanda.

Caçador Mucungo, outro subscritor diz que a corrupção endémica em Angola ocorre as instituições do estado na Província do Namibe .

“O presidente João Loureço disse acabar com a corrupção mas nós aqui na província do Namibe não estamos a ver nada, ainda não foi condenado ninguém, os que cometeram continuam impunes”, disse Caçador Mucungo.

Matchikupata Topola outro subscritor do pedido de audiência a Archer Mangueira disse que a minoria Mucubal continua a ser vitimas de injustiças.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.