Falando durante o acto político provincial alusivo aos 57 anos de existência da JMPLA, braço juvenil do partido no poder, assinalados a 23 de Novembro, António Capewa Calianguila destacou o combate à corrupção e ao nepotismo como iniciativas  do MPLA, sob a liderança de João Lourenço, pelo que pediu o apoio da juventude a estas causas.

No mesmo dia em que mais de mil jovens foram apresentados como novos militantes da JMPLA, o dirigente, que é igualmente secretário do Departamento de Organização e Mobilização (DOM) do Comité Provincial do MPLA em Benguela, exortou aquela organização a não perder de vista o reforço das suas fileiras face aos desafios actuais.

Após dar as boas-vindas aos recém-ingressados, o político encorajou a continuidade do trabalho que a JMPLA tem feito na província de Benguela, permitindo que mais cidadãos abracem a luta do MPLA pelo bem-estar dos angolanos.

Perante milhares de jovens, entre militantes do MPLA e da sua ala juvenil,  que se reuniram no Bocoio para ouvir uma mensagem de esperança da direcção do partido dos "camaradas" em Benguela, António Capewa Calianguila reafirmou o compromisso político-partidário na melhoria da qualidade de vida dos angolanos, embora reconheça que o trabalho é árduo, mas imparável.

Em resposta ao repto lançado pelo número dois do MPLA em Benguela, a secretária provincial da ala juvenil da organização política no poder,  Guilhermina Maria de Araújo, assegurou o firme apoio da juventude às reformas implementadas pelo Presidente do MPLA e da República,  João Lourenço, nomeadamente o combate à bajulação e ao nepotismo, tendo como pano de fundo a moralização da sociedade.

Engalanado com as cores partidárias do MPLA, o municipio do Bocoio, também conhecido como  "terra dos vatchissandji", acolheu membros da JMPLA idos dos dez municípios da província Benguela, capitaneados pelos respectivos secretários municipais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.