Questionado pela Agência de Noticias de Cabo Verde (Inforpress) se Cabo Verde se fará representar na reunião da CEDEAO, Luís Filipe Tavares avançou que desde que o MpD assumiu o Governo,  em 1991, o país tem participado em todas as reuniões da CEDEAO e da União Africana.

“Vamos a Abuja com muita serenidade, pois, há várias questões para serem debatidas. Vamos ouvir, partilhar e, sobretudo, definir novos caminhos para a nossa comunidade regional”, disse.

Convidado a comentar a actual situação política da Guiné-Bissau, disse que enquanto governante não deve imiscuir-se na” vida política interna de um país irmão”, mas sublinhou que enquanto Cabo Verde assumir a presidência da CPLP tudo o que passar “naquele país constituirá motivo de grande preocupação”.

“Estamos a acompanhar de perto esta situação e vamos continuar a faze-lo em concertação com os nossos países amigos. De certeza que vamos encontrar a melhor situação para essa crise”, afirmou.

Os Chefes de Estado e de Governo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) reúnem-se sábado, 29, em Abuja (Nigéria) para se debruçarem sobre a crise a política na Guiné-Bissau e definir a lista das figuras a serem sancionadas por estarem a bloquear o processo de estabilização do país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.