Durante a reunião, Pompeo e o rei da Arábia Saudita “abordaram as questões relacionadas com as relações bilaterais, os acontecimentos internacionais e regionais (…) e os esforços dos dois países em relação aos mesmo acontecimentos”, refere a agência oficial de notícias saudita (SPA), sem ter divulgado mais detalhes.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros de Riade difundiu as fotografias do encontro através da conta na rede social Twitter e que mostram o chefe da diplomacia saudita, Faisal bin Farhan e uma delegação norte-americana que acompanharam os trabalhos.

Pompeo chegou na quarta-feira a Riade depois de uma viagem pelo continente africano.

A deslocação vai agora prolongar-se ao Golfo Pérsico durante os próximos dias.

Na próxima reunião em Riade, Pompeo e o príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman devem ser “abordadas as ameaças da República Islâmica do Irão”, inimiga de Riade.

“Estou encantado por regressar a Riade para discutir o forte compromisso da Administração dos Estados Unidos em relação à segurança da Arábia Saudita e a necessidade de estarmos juntos para fazermos frente aos compromissos malignos do Irão, nesta região”, disse Pompeo numa declaração publicada no Twitter.

De acordo com o Departamento de Estado norte-americano, Pompeo vai também abordar questões ligadas aos direitos humanos e à economia durante os encontros que se vão prolongar até sexta-feira, altura em que se desloca a Oman.

Trata-se da primeira visita do secretário de Estado depois do assassinato do general Qasem Soleimani, morto durante um ataque levado a cabo pelos Estados Unidos que no dia 03 de janeiro usou um aparelho voador não tripulado (drone) para matar o ex-líder dos Guardas da Revolução do Irão, que se encontrava no aeroporto de Bagdade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.