“Seguramente a notícia do dia de hoje é que foi possível fechar um acordo entre o governo britânico e a Comissão Europeia. Neste momento estamos a revê-lo e vamos formar uma opinião, mas naturalmente conhecemos amplas partes do documento e posso dizer que é uma boa notícia”, disse Merkel ao chegar à cimeira europeia em Bruxelas.

A chanceler alemã ressalvou que “evidentemente ele tem primeiro de ser aprovado pelos parlamentos, o Parlamento Europeu e o Parlamento britânico”.

“Mas, à margem dessa aprovação, podemos dizer que se negociou aqui um acordo que, numa situação extremamente difícil, abre a possibilidade de manter a integridade do mercado único europeu e, ao mesmo tempo, respeitar o acordo de Sexta-Feira Santa” que pôs fim ao conflito na Irlanda.

Merkel sublinhou que o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, “está satisfeito”, acrescentando que, para ela, “isso é muito bom sinal”.

A chanceler agradeceu ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e ao chefe dos negociadores europeus, Michel Barnier, bem como às respetivas equipas, pelo trabalho de anos para chegar a um acordo que permita uma saída ordenada do Reino Unido da UE.

“Demonstrámos que os 27 permanecem unidos”, disse.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.