Um subprocurador do Ministério Público ouviu em declarações os manifestantes que foram indiciados por crimes incluindo desobediência, de acordo com o porta-voz do Ministério do Interior na região.

Nenhum pronunciamento público foi feito pela Procuradoria Geral da República.

Os ativistas integrados no denominado Movimento Revolucionário de Malanje se propõem a realizar mais manifestações públicas nos meses de Abril e Maio até que o governador de Malanje, Norberto dos Santos, seja afastadodepois de nove anos de governação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.