O presidente francês Emmanuel Macron prometeu esta terça-feira que o país reforçar a produção nacional de máscaras para fazer face à crise sanitária do coronavírus.

Numa visita a uma fábrica de produção deste material de protecção em Angers, no oeste de França, Macron relembrou que os profissionais de saúde estão na linha da frente, pelo que serão prioritários. “E esperamos ter capacidade para alargar este dispositivo”, disse ao acrescentar que, não apenas as máscaras cirúrgicas serão disponibilizadas como também “85 protótipos validados durante os últimos dias” com vista a “fornecer progressivamente” máscaras a esta classe profissional

“Daqui a 3 a 4 semanas , nós teremos capacidade de produzir um milhão de mascaras para estas diferentes categorias profissionais”, garantiu o chefe de Estado.

A pandemia de coronavírus no país tem crescido exponencialmente nos últimos dias. Só nas últimas 24 horas morreram mais 499 pessoas, ultrapassando o número total de óbitos contabilizados na China.

Neste momento, há 52.128 casos confirmados de COVID-19 no país — mais 7.578 do que na segunda-feira — e um total de 3.523 morte sdesde que a pandemia começou a alastrar em França.


Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.