Orlando Manuel e José Kiabolo, da TV Palanca, e Queirós Chiluvia, da Rádio Despertar, dizem ter sido vítimas de agressão policial, quando cobriam uma manifestação no passado dia 19 contra a posse de Manuel Pereira da Silva “Maneco” no cargo de presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

“Já abrimos um processo contra os agressores e esperamos o trabalho das autoridades para responsabilizarem os prevaricadores”, confirmou o advogado Salvador Freire, da organização Mãos Livres.

Nos protestos do passado dia 19, cerca de 30 pessoas foram detidas quando tentavam protestar contra a posse de Pereira da Silva.

Do seu lado, o Comando Provincial de Luanda da Policia Nacional (PN) acusou os manifestantes de terem agredido quatro agentes e garante que a manifestaçao foi ilegal por não terem sido cumpridos os pressupostos legais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.