Ao intervir na abertura do congresso da juventude do MPLA (JMPLA), Lourenço apontou o dedo àqueles que “desviaram o dinheiro do país” e afirmou que esses aparentes militantes do MPLA não se comportam como tal e têm “o descaramento de falarem em nome do povo angolano”.

O Presidente angolano foi mais longe e disse que os que estavam embrulhados na corrupção, que desviaram dinheiro para fora do país, estão a utilizar esses mesmos recursos para financiarem a campanha de desestabilização.

Sem mencionar nomes, João Lourenço denunciou a existência de grupos angolanos no estrangeiro a utilizarem o dinheiro desviado do Estado para “desestabilizar Angola” e que esta campanha é contra Angola e não contra o presidente: “Não são estrangeiros que querem desestabilizar o nosso país, são angolanos, aparentemente do MPLA – e digo aparentemente porque não se comportam como tal – com o descaramento de falarem em nome do povo angolano”, disse.

“Quando eles desviaram o dinheiro do nosso país, repartiram com o povo? Repartiram com os jovens? E então como é que agora estão a falar em defesa do povo e dos jovens?”

O também presidente do MPLA, garantiu continuar o combate contra a corrupção para criação de novos empregos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.