O jornal dos Países Baixos “De Volkskrant”, que integra o consórcio de jornalistas internacionais que publicou a investigação conhecida por Luanda Leaks, noticiou a abertura do processo, citando um porta-voz do Ministério Público, que esclareceu tratar-se de um inquérito lançado por iniciativa holandesa e não a pedido das autoridades angolanas.

A publicação indica ainda que a participação de Sindika Dokolo na Exem Energy terá sido arrestada.

Entretanto, o ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos, pai de Isabel dos Santos, vai prestar depoimento nas investigações da Operação Lava Jato, no Brasil.

A pedido da defesa do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, dos Santos deve se manifestar sobre as relações do governo angolano com a empreiteira brasileira Odebrecht.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.