O Economist Intelligence Unit (EIU) divulgou nesta quarta-feira (22.01) o seu Índice de Democracia 2019. O documento intitulado "Um ano de reveses democráticos e protestos populares" subdivide em quatro categorias a sua avaliação: democracias completas, democracias imperfeitas, regimes híbridos e regimes autoritários.

Dos PALOP, Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, a Guiné-Bissau é país que se encontra na pior posição: a 148, de um total de 167 países avaliados. Acima está Moçambique na 120ª posição, logo seguido de Angola no lugar 119, os três países no grupo de regimes autoritários. Cabo Verde é o melhor posicionado, no 30º lugar. O arquipélago está na catergoria de democracias imperfeitas.

por:content_author: Nádia Issufo

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.