O ataque de ontem segue-se a meses de relativa calma na guerra entre os Huthis e o governo interncionalmente reconhecido que é apoiado por uma coligação liderada pela Arábia Saudita.

Fontes militares citadas pela agência France Press disseram que os Huthis atacaram uma mesquita numa base militar na província de Mariv a cerca de170 quilómetros da capital Sanaa à hora de orações.

Uma fonte hospitalar na cidade de Marib disse á agência France Press que 83 soldados foram mortos e 148 feridos no ataque que se deu um dia depois de forças governamentais e da coligação que os apoia terem lançado uma operação em grande escala contra o Huthis na região de Nihm onde hoje prosseguiam combates.

Fontes oficiais disseram que “dezenas” de rebeldes foram mortos nessa operação

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.