De acordo com o balanço de hoje do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), registou-se uma descida para menos de metade em relação aos dados de segunda-feira, quando estavam 160.927 pessoas nos centros.

Neste sentido, também o número de famílias a receber apoio nos centros desceu para 14.327, menos de metade em relação aos 33.319 de segunda-feira.

O balanço mantém idênticos todos os restantes números, nomeadamente a contagem de mortes, que desde sábado ascende a 602.

O ciclone Idai atingiu Moçambique, Zimbabué e Maláui em 14 de março.

Em Moçambique, o ciclone provocou ainda 1.641 feridos e afetou mais de 1,5 milhões de pessoas, segundo o último balanço.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.