Em comício popular em Bissau, perante vários membros do Governo, incluindo o primeiro-ministro Aristides Gomes, o candidato apoiado pelo PAIGC fez um discurso em que passou para os presentes qual a sua visão sobre as funções do Presidente da República.

Domingos Simões Pereira disse que o Presidente é, entre outras atribuições constitucionais, alguém que deve promover a unidade entre os guineenses e ser o porta-voz das camadas mais vulneráveis da população, isto é, as crianças, as mulheres e os idosos.

No caso de ele ser eleito no dia 24 de Novembro, Domingos Simões Pereira prometeu trabalhar com o Governo, para alterar os dados de um relatório da UNICEF que apontam que 20% de idosos da Guiné-Bissau dormem todos os dias sem se alimentarem a noite.

Simões Pereira acha não faz sentido, que em pleno ano de 2019 haja algum guineense a passar fome.

Ser o primeiro embaixador da Guiné-Bissau, ser o garante da Constituição e respeitador do voto popular, são outras das garantias que Domingos Simões Pereira deu aos presentes no comício realizado no bairro de Ajuda em Bissau.

DSP, como também é conhecido, anunciou que com ele na Presidência não haverá demissões do Governo por iniciativa do Presidente, que o nome da Guiné-Bissau voltará aos píncaros da fama como já aconteceu no passado recente,bem como o palácio presidencial será aberto ao povo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.