“Devido à epidemia desencadeada pela covid-19 desde o início deste ano, a procura pela indústria da aviação caiu drasticamente”, apontou em comunicado a entidade que gere o aeroporto da capital mundial do jogo.

“Até 30 de março, o número de fluxos de passageiros e movimentos de voos da MIA no primeiro trimestre caiu 45% e 55%, respetivamente, em comparação com o mesmo período de 2019″, informou o Aeroporto Internacional de Macau.

Para tentar colmatar esta situação introduziram-se vários planos de incentivo para impulsionar o mercado, para incentivar as companhias aéreas a continuar a prestar serviços de transporte aeroportuário, lê-se no comunicado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 750 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 36 mil.

Na mesma nota, o Aeroporto Internacional de Macau estimou que em 2019 a receita total das principais operadoras do aeroporto tenha sido de 6,27 mil milhões de patacas (709 milhões de euros), mais 13,6% que no ano anterior.

MIM // JMC

Lusa/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.