Numa intervenção no programa “Bom dia, fim de semana”, da rádio Mosaique FM, Mohamed Ennaceur assegurou: “Estou bem de saúde e estou a preparar-me para comer uma assida” — um prato típico muçulmano.

A notícia da morte do ex-Presidente interino foi amplamente noticiada pelos meios de comunicação social da Tunísia e replicada nas agências de notícias internacionais.

As notícias indicavam que Mohamed Ennaceur tinha falecido aos 85 anos, num hospital militar, para onde tinha sido transferido devido a “um forte mal-estar”.

Mohamed Ennaceur era presidente do parlamento tunisino quando assumiu interinamente a Presidência do país, em 25 de julho, horas depois da morte do então chefe de Estado, Beji Caid Essensi.

De acordo com a Constituição tunisina, Ennaceur podia exercer o cargo de Presidente interino de 45 a 90 dias, o que obrigou a antecipar em dois meses as eleições para a Presidência, que estavam previstas apenas para o final do ano.

No dia 23 de outubro, dois dias antes de atingir o limite previsto na Constituição, Ennaceur transferiu os poderes para o novo Presidente eleito, o jurista independente Kaïes Said.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.