Sílvia Lucutuca disse em conferência de imprensa, em Luanda, que a paciente é uma mulher de 41 anos que regressou ao país de Portugal no passado dia 19.

O país entrou em estado de emergência no primeiro minuto da sexta-feira, 27, como forma de combater a pandemia do covid-19.

Uma das primeiras medidas a entrar em vigor é a proibição da circulação e  permanência de pessoas na via pública.

O ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão de Almeida, anunciou em conferência de imprensa que, excepcionalmente, os cidadãos poderão gozar do direito de circulação em situações de deslocações urgentes para a aquisição de bens e serviços essenciais.

Na lista de exceções estão também as situações em que o cidadão desempenha atividade profissional em instituições em funcionamento durante a vigência do estado de emergência.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.