Os “últimos detalhes” para levantar as medias de confinamento, previstos para dia  11 de Maio, vão ser anunciados quinta-feira pelo governo, anunciou esta segunda-feira o chefe de Estado francês.

O fim do confinamento é “um passo essencial” e ”devemos abordá-lo com organização, método e também com muita calma. Levantando todas as preocupações. (…) Tudo terá de ser feito com muito pragmatismo e boa vontade. Esse é o nosso espírito “, afirmou Emmanuel Macron.

Muitas dúvidas foram levantadas por deputados, sindicatos e associações quanto à abertura das escolas.

“Quero tranquilizar os nossos cidadãos: tomaremos as decisões que serão apresentadas detalhadamente na quinta-feira. Organizaremos tudo até essa data”, garantiu Emmanuel Macron no final uma vídeo-conferência com outros dirigentes políticos reunidos para angariar fundos para tratamentos e investigação de vacinas.

O dia 11 de Maio, “não será o regresso à vida normal”, mas “uma nova etapa”, descreveu.

“É preciso aprender a viver com este vírus até termos um tratamento estável ou uma vacina (…) Seria irresponsável afirmar: ‘Enquanto não tivermos uma vacina, devemos continuar confinados.”, acrescentou o chefe de Estado.

Depois do dia 11 de Maio, “teremos três semanas”, até 2 de Junho, para “ter uma visão mais clara de está a acontecer”, concluiu Emmanuel Macron.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.