O Governo angolano aprovou hoje a declaração do estado de calamidade pública, com medidas que vão começar a vigorar logo após o terceiro período de estado de emergência que termina hoje às 23:59, preparando um "processo gradual de regresso a normalidade da vida social".

As celebrações religiosas em espaços fechados serão realizadas de preferência apenas durante duas horas em quatro dias por semana, sendo que os restantes dias reservados a higienização dos locais de culto.

Será obrigatório o uso de máscara facial e o distanciamento de, no mínimo dois metros entre os fiéis, tendo de estar também garantida a higienização das superfícies e lavagem das mãos à entrada dos locais de culto.

Os grupos de risco terão uma localização privilegiada nos locais de culto e é proibida a utilização ou distribuição de folhetos ou documentos, durante as celebrações.

Os recipientes para oferta deverão ser colocados em locais de fácil acesso devendo os fiéis deslocarem-se ao respetivo local observando o devido distanciamento físico.

As cerimónias fúnebres terão um máximo de 50 participantes, exceto no caso de pessoas que tenham morrido de covid-19, limitados a 25 participantes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.