As soluções a que pode recorrer

Não só são inestéticas como dão um aspecto mais envelhecido à pele.

A solução é proteger-se para evitá-las ou, se já for tarde, tentar eliminá-las. Como?

As manchas são, juntamente com as rugas e a flacidez, um dos sintomas do envelhecimento cutâneo. Aparecem nas zonas mais incómodas, porque são as que mais se vêem: rosto, pescoço, decote e mãos. E nem vale a pena tentar disfarçá-las com maquilhagem. É uma batalha perdida!

Para conseguir bons resultados precisa de duas coisas, cosméticos com acção despigmentante (ajudam a diminuir a aparência das manchas) e perserverança (porque os resultados demoram a aparecer).

Ainda assim, é importante ter em conta que só conseguirá livrar-se das manchas pouco pronunciadas, porque se a área afectada for extensa e a pigmentação muito escura, precisa de uma ajuda extra. Os peelings e os tratamentos laser são boas alternativas.

Diferentes tipos de manchas

As manchas são o resultado da produção exagerada de melanina, o pigmento responsável pela coloração da pele, normalmente, associada à exposição a sol. Mas pode haver outros factores implicados. Distinguem-se consoante a sua origem:

Hormonais
Aparecem no lábio superior, testa e maçãs do rosto. Estão associadas à gravidez e à pílula, embora também tenham uma componente genética, e aparecem com a exposição ao sol. São mais escuras no Verão e mais ténues no Inverno.

Solares
Derivadas da exposição solar, aparecem com o passar dos anos. Podem ser lentigos (manchas castanhas) ou dilatações vasculares (avermelhadas) que aparecem como veias dilatadas.

Residuais pós-lesões
Ficam como sequela de uma lesão na pele, feridas, queimaduras, acne.

Os melhores antimanchas

Vitamina C

  • Estimula a síntese de colagénio, ajuda a ter uma pele firme e lisa.
  • É antioxidante, evita que os radicais livres envelheçam a pele.
  • Estimula o metabolismo celular e activa a circulação

Ácido kójico

  • Inibe a síntese de melanina. A sua maior vantagem é dar suavidade à pele e não irritar nem ser fotossensenível

Texto: Joana Martinho

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.