O embaixador de Angola no Canadá, Agostinho Tavares inaugurou, em Ottawa, a sede definitiva da comunidade angolana na cidade, numa cerimónia que contou com a presença de membros da representação diplomática do país e da associação de angolanos.

O presidente da comunidade angolana, César Tito destacou a mudança pelo facto de nas anteriores instalações, onde a associação funcionou cerca de dois anos, haver dificuldade na realização das actividades comunitárias, por estar localizada numa área residencial.

Explicou que a actual sede, localizada na rua Merivale, na parte Oeste da cidade de Ottawa, permitirá aos angolanos realizar actividades de massa sem perturbar a vizinhança.

Trata-se de instalações com um espaço vasto no interior e nas zonas adjacentes com condições favoráveis ao parqueamento de viaturas.

 Embaixador Agostinho Tavares solicitou à direcção da comunidade a fazer um bom uso do espaço em prol da comunidade e da reaproximação dos angolanos residentes na urbe.

Disse ser fundamental que a nova estrutura sirva para divulgação de informações sobre Angola, sua cultura e povo.

O momento serviu também para reflectir sobre a vida e obra de Agostinho Neto, em véspera da celebração do dia do Herói Nacional, a assinalar-se a 17 de Setembro, quarta-feira.

Ao falar sobre a efeméride (17 de Setembro) o estudante angolano na universidade de Carleton, Eurico Ngunga, ressaltou e exaltou o lado altruísta do primeiro presidente de Angola, uma vez que, segundo afirmou, a vida do fundador da nação se resumia na palavra amor.

"Em todas as suas actividades havia um toque de amor, o que lhe permitia congregar muitas pessoas a sua volta e isso influenciou muitos africanos a engajarem-se em actividades políticas para exigir dos respectivos países.

Daí Neto ter sido perseguido e preso várias vezes pela polícia portuguesa, actos que levantaram uma grande onde de solidariedade internacional a favor da sua liberdade, salientou.

Angop

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.