A decisão foi tomada pelo bispo de Cabinda Belmiro Chissengueti argumentando a incompatibilidade de uma posição política com a de um clérico.

“Esta suspensão foi prematura porque o Sr. Bispo poderia ter um bocadinho de paciência e ponderância segundo a tradição de Igreja Católica …para compreender muito bem todos os contornos”, disse.

O Alto Conselho de Cabinda visa trabalhar pela “unidade e reconciliação”.

“Não é uma estrutura política mas sim uma estrutura para reconciliar e unir e dar a possibilidade de um dialogo com o governo angolano”, acrescentou.

O padre diz que vai escrever ao bispo a explicar esta posição que visa “ajudar, auxiliar para que o conflicto (em Cabinda) venha a terminar”.

O padre Cubola disse que o Alto Conselho de Cabinda é “uma estrutura de mediação para paz” e descreveu a decisão como “militarista” que não leva em contra “os princípios da tradição de igreja”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.