A Brussels Airlines vai a partir de Janeiro aumentar para três o número de voos semanais (às terças, quintas e domingos) entre Bruxelas e Luanda, na sequência de um acordo de aviação celebrado entre a Bélgica e Angola.

O acordo visa aumentar o tráfego de passageiros não só entre Luanda e as outras capitais europeias, a partir de Bruxelas, mas também oferece ligações diretas para Washington e Nova Iorque a partir da capital belga, explica a transportadora, em comunicado.

O aumento de dois para três voos semanais entra em vigor a partir de 26 de Janeiro do próximo ano.

"Estamos muito satisfeitos por aumentar a nossa oferta de voos para Angola", disse o presidente executivo da Brussels Airlines, Bernard Gustin, lembrando que "há duas semanas a Brussels Airlines apoiou uma importante missão económica a Angola" e acrescentando acreditar que "esta terceira frequência é benéfica para as relações comerciais entre a Bélgica e Angola".

No final de outubro, a Bélgica enviou a Angola uma delegação de mais de 300 participantes, dos quais mais de 250 eram empresários, liderada pela princesa Astrid, para procurar novos acordos nas áreas dos diamantes, construção, petróleo e gás, de acordo com a imprensa local, que reportou ainda que mais de 1.600 empresas manifestaram o desejo de se juntar às 600 empresas belgas que já investem em Angola.

As trocas comerciais entre os dois países ultrapassaram os 900 milhões de euros no ano passado, com a balança comercial a favorecer ligeiramente os angolanos, que exportaram 463,4 milhões de euros, tendo importado bens e serviços belgas no valor de 440,4 milhões, de acordo com os números apresentados pela imprensa local por ocasião da visita, no final de Outubro.

Lusa

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.