Dezasseis países africanos e outros da Europa e América do Sul foram convidados para participar no evento, entre os quais Egipto, Marrocos, Etiópia, Quénia, Ruanda, Mali, Nigéria, Cabo Verde, República do Congo, RDC, Namíbia, África do Sul, Brasil e Itália.

Na agenda constam um Festival de Culturas, a decorrer no Museu Nacional de História Militar, e fóruns da mulher, da juventude, de ideias e de parceiros que vão concentrar os participantes no Memorial António Agostinho Neto.

Esta manhã, a cerimónia de abertura, no Centro de Convenções Talatona, teve a participação da ministra da Cultura angolana, Maria da Piedade de Jesus, da directora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, e do presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

Seguiu-se uma conferência presidida pelo prémio Nobel da Paz de 2018, o médico da República Democrática do Congo (RDCongo), Denis Mukwege, e que terminou com o discurso do Presidente angolano, João Lourenço.

De tarde, o Memorial António Agostinho Neto acolheu a primeira sessão do Fórum Parceiros, em torno do tema “Movimento de múltiplas partes interessadas para construir a paz e o desenvolvimento em África”.

São esperados 800 delegados de todo o mundo que vão juntar-se a outros mil participantes nacionais, directamente envolvidos na bienal. Na lista de convidados estão o presidente da União Africana, Abdel Fattah al-Sisi, os presidentes da Namíbia e do Mali, Hage Geingob e Ibrahim Boubacar Keïta, e o ex-jogador de futebol costa-marfinense Didier Drogba.

Sob o lema “Construir e preservar a paz: um movimento de vários actores”, o evento visa enaltecer os valores da paz e da cidadania e materializar a aliança de povos em torno da cultura da paz. O objectivo é criar plataformas de reflexão sobre o futuro de África, tendo como focos temáticos a juventude, paz e segurança, a criatividade, empreendedorismo e inovação. No Festival de Culturas, há cinema, música, artes plásticas e visuais, teatro, dança, moda, design, banda desenhada, videojogos, poesia, literatura, tradição oral e artesanato.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.