Luiz Felipe Scolari e Sven-Goran  são os dois nomes que se seguem no horizonte do Benfica, caso Quique Flores não consiga atingir os objectivos exigidos. De acordo com o diário "Correio da Manhã", a recente prestação da equipa contra o Estrela da Amadora causou profunda desilusão em muitos dirigentes encarnados e parte deles já projecta a próxima época com outro treinador.

O SL Benfica está a cinco pontos do líder FC Porto, a um ponto do segundo classificado Sporting e caso Quique Flores não assegure a presença na pré-eliminatória da Liga dos Campeões, Quique Flores não tem condições para continuar no comando técnico do Benfica. O sueco,Sven-Goran Eriksson, que conquistou dois títulos ao serviço das águias, e que foi recentemente despedido da selecção do México, e o ex-seleccionador nacional, Luiz Felipe Scolari são os dois nomes falados numa possível sucessão.

O Correio da Manhã escreve ainda que fonte do clube afirmou que «Em ano de eleições, como poderia esta direcção apresentar-se com um treinador que ficou em terceiro lugar?»

As declarações do técnico espanhol, após a péssima exibição frente ao Estrela da Amadora, e a atitude de conformismo perante o cenário mais que provável do 3º lugar fragilizaram ainda mais a posição de Quique Flores no Benfica.

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.