Idah Pswarayi-Riddihough vai substituir Mark Lundell, que ocupava o cargo desde 01 de fevereiro de 2014 e residia na capital moçambicana.

“A nomeação surge numa altura em que o Banco Mundial, através da sua delegação de Moçambique, trabalha arduamente com o país para fazer face aos efeitos da pandemia da COVID-19″, lê-se na nota de imprensa da entidade, que promete apoiar o país para garantir a “resiliência fiscal, económica e social” face à pandemia, bem como reconduzir fundos aos setores mais afetados.

Além de Moçambique, Idah Pswarayi-Riddihough também é diretora do Banco Mundial para Madagáscar, Maurícias, Comores e Seicheles.

Antes da sua nomeação, Idah Pswarayi-Riddihough era diretora do Banco Mundial para o Nepal, Sri Lanka e Ilhas Maldivas, cargo que ocupava desde agosto de 2016.

Idah Pswarayi-Riddihough é doutorada pela Universidade de Oxford e trabalha para o Banco Mundial desde 1995, tendo já ocupado várias funções.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.