A educação é um dos pontos fulcrais da UNESCO como a própria sigla o indica. Por consequência nesta quarta-feira, e enquadrado na 40ª Conferência da Organização, o tema foi abordado sob a vertente da acessibilidade e da mobilidade.

A tribuna recebe 100 ministros e outros tantos representantes de universidades que fizeram o ponto da situação no seu próprio país, mas também tentaram trazer ideias ou problemas vividos nos respectivos países.

Angola esteve presente e participou neste painel com a presença da ministra da Educação angolana, Ana Paula Elias. A ministra começou por afirmar que a educação é a base de uma sociedade, e admitiu que a tecnologia como a inteligente artificial é um motor para a evolução mundial e onde Angola não pode ficar atrás.


Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.