Todos os voos de aviões A330/340 da Air France estarão equipados com pelo menos duas sondas novas a partir desta Terça-feira, o que significa que todas serão modificadas hoje. Isto será feito mesmo que ocorram atrasos", declarou à Agência France Press uma fonte sindical, após uma reunião da direcção da Air France com os sindicatos.

Na Segunda-feira à noite, um dos sindicatos da companhia ameaçou convocar uma greve nos voos dos A330 e A340 caso pelo menos dois sensores Pitot das aeronaves não fossem modificados.

O Escritório de Investigação e Análise (BEA) francês, que investiga as causas técnicas do acidente do voo AF447, apontou na Sexta-feira uma incoerência das velocidades registradas pelos sensores.

Um dia depois, a Air France anunciou que havia registado desde Maio de 2008 incidentes de perdas de informações anemométricas em voos do A340 e A330 e que se viu obrigada a acelerar o programa de substituição dos Pitot a partir de 27 de Abril.

Outra nota interna da companhia, com data de 6 de Novembro de 2008, destacava "uma quantidade significativa de incidentes" relacionados aos Pitot.

As anomalias foram indicações de velocidades incorrectas, velocidades diferentes informadas nos monitores do comandante e nos do co-piloto e desligamento do piloto automático, entre outras.

No Sábado, a construtora aeronáutica europeia Airbus informou que havia iniciado um programa para aperfeiçoar e substituir os sensores, mas realçou que a modernização de algumas peças é um procedimento normal na "vida" de um avião.

Na manhã de hoje, o porta-voz do maior sindicado da Air France (SNPL), Erick Derivery, afirmou que o actual estado das investigações não permitiu estabelecer até o momento um vínculo, que para ele é apenas uma possibilidade, entre os sensores e a tragédia do A330 da Air France que voava entre Rio de Janeiro e Paris.

O Pitot é um tubo curvo situado na parte dianteira do avião que registra a pressão estática e a pressão dinâmica, ou seja, o fluxo de ar.

Na ausência de um destes valores, seja pela obstrução do sensor por uma tempestade ou por qualquer outro objecto, a informação da velocidade enviada aos computadores de bordo será errada.

A história recente da aviação regista acidentes em que as investigações determinaram que uma falha neste sistema provocou uma série de anomalias que culminaram na queda do avião.

SAPO/AFP

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.