A informação foi avançada pelo comandante adjunto do Comando Militar Norte-Americano para África (AFRICOM), Alexander Laskaris, depois de ter sido recebido hoje em audiência pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, onde analisaram e abordaram questões relacionadas com a segurança marítima.

A conferência “AFRICA ENDEAVOR” tem por objectivo desenvolver a interoperabilidade entre os países africanos parceiros no seu comando, controlo, comunicações e sistemas de informação, através das acções a nível de desenvolvimento de formação partilhada e fornecimento de informação sobre lições apreendidas de exercícios e operações.

O evento versa igualmente acções concernentes ao desenvolvimento de processos e procedimentos padronizados, documentação e partilha de procedimentos operacionais padrão e partilha das melhores práticas em matéria de defesa e segurança cibernéticas.

O responsável norte-americano que se fez acompanhar pelo embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde, Donald Helfin, disse que estão “muito satisfeitos” com a qualidade da parceria existente entre os dois países a nível da segurança militar.

Alexander Laskaris afirmou que Cabo Verde foi escolhido para acolher esta conferência, uma vez que o último exercício da AFRICOM realizado no arquipélago teve “sucesso”, que trará benefícios e ganhos para o país, mas também para os EUA.

Na ocasião considerou que este exercício constitui uma oportunidade para os militares norte-americanas trabalharem a sua capacidade de operar com parceiros africanos, que, ao seu ver, são essenciais neste tipo de exercício.

Por outro lado, assegurou que durante o encontro tiveram também a oportunidade de falar sobre a segurança da zona marítima e o patrulhamento promovido pelos dois países.

“O primeiro-ministro foi muito claro e disse-me que uma das suas grandes preocupações e das pessoas de Cabo Verde e a segurança da zona marítima em particular a parceria promovida com outros parceiros como Espanha, Portugal, Brasil e EUA que visa combater todo tipo de tráfico de drogas, armas ou seres humanos”, sublinhou, frisando que os dois países têm interesse comum que é garantir a segurança da zona marítima.

Cabo Verde acolhe pela primeira vez o evento que é realizado anualmente pela AFRICOM.

África do Sul recebeu a conferência em 2006, seguido do Gana em 2007, Nigéria (2008), Gabão (2009), Gana (2010), Gâmbia (2011), Camarões (2012), República da Zâmbia (2013), Alemanha (2014), Gaborone, Botsuana (2015), Madagáscar (2016) e Malawi (2017).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.