Jacob Zuma e Robert Mugabe disseram sim ao apelo da União Africana para boicotar o encontro dos blocos europeu e africano, avança o jornal português Expresso.

O apelo da União Africana foi lançado aos Estados-membros no final da semana passada e até ao momento a África do Sul e o Zimbabwe foram os únicos países a dar resposta positiva.

A cimeira que reunirá altos dirigentes da União Europeia e África está marcada para a próxima quarta e quinta-feira, em Bruxelas.

Desta forma, os países africanos manifestam o seu descontentamento com a maneira como os europeus dirigem convites aos líderes africanos, considerada sem discrição, "ditando a composição das delegações africanas", cita o site sul-africano SABC.

Depois do líder do Zimbabwe, Robert Mugabe, a primeira voz a afirmar o seu boicote à cimeira, na passada sexta-feira, presidente da África do Sul, Jacob Zuma junta-se assim ao boicote como forma de protesto contra o facto de a sua esposa, Grace, não ter recebido um convite para o evento.

Ainda assim, segundo o Jornal Expresso, Pretória será representada na reunião de Bruxelas por alguns ministros.

SAPO

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.