O assunto foi esta terça-feira, 10, levado à reflexão em Luanda por várias sensibilidades do país, membros do Governo e deputados, organizada pela ADRA.

O director daquela organziação não governamental angolana, Carlos Cambuta, disse à VOA que a iniciativa insere-se “no reforço do exercício de cidadania, visando uma maior eficiênciana implementação dos programas públicos”.

A ADRA apoia 300 organizações locais, entre associações, cooperativas e mais de 30 mil pequenos agricultores.

O Governo anunciou recentemente que o Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) vai atribuir mensalmente 25 milhões de kwanzas a cada um deles “de forma extraordinária ”, além das verbas inscritas no Orçamento Geral do Estado.

O Executivo afirma que o  plano “visa permitir que sejam os próprios administradores municipais e os municípios a alencarem as prioridades das suas acções e projectos de combate à pobreza para o período 2019-2020.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.