Segundo o autarca, as vítimas mortais são 11 homens e 17 mulheres.

No autocarro seguiam 51 pessoas, tendo 22 delas sido transportadas para o hospital com ferimentos de várias gravidades.

Pelas 20:15, hora local, as equipas de socorro mantinham-se no terreno.

Um cordão policial está a impedir o acesso das pessoas à estrada do Caniço de Baixo, em Santa Cruz, Madeira, onde o autocarro com turistas se despistou hoje pelo decline, provocando pelos menos 28 mortos e 22 feridos.

A Lusa constatou no local o grande movimento de ambulâncias de várias corporações que transportam os feridos para o Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, e das forças de segurança.

Cerca das 18:30 locais, o autocarro despistou-se e caiu de uma ribanceira, tendo sido ‘travado’ na queda por uma casa existente no terreno.

O autocarro descia uma estrada inclinada e despistou-se na zona entre a unidade hoteleira Quinta Esplêndida e a entrada para a via rápida.

A viatura é da empresa SAM – Sociedade de Automóveis da Madeira, fretado pela Travel One.

Entretanto, o Presidente da República de Portugaç, Marcelo Rebelo de Sousa, viaja hoje à noite para o Funchal, capital da região autónoma e do arquipélago, para acompanhar a situação após o acidente com um autocarro turístico que provocou pelo menos 28 mortos.

O chefe de Estado vai deslocar-se para a ilha da Madeira num avião da Força Aérea Portuguesa, disse à Lusa fonte oficial da Presidência da República.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.