Página gerada às 10:38h, domingo 20 de Agosto

Estado Islâmico utilizou o eBay e o PayPal para transferir dinheiro para os EUA

11 de Agosto de 2017, 17:44:25

O FBI acredita que Mohamed Elshinawy, um cidadão americano, que foi preso o ano passado em Maryland, com ligações ao Estado Islâmico, terá alegadamente recebido pagamentos do ISIS ao fingir vender impressoras no eBay de forma a originar uma transação de dinheiro pelo PayPal, avança o The Wall Street Journal.

O FBI alega que Elshinawy fazia parte de uma rede mundial que utilizava este tipo de canais digitais como meio de angariar fundos para o Estado Islâmico. No total, o homem de 30 anos terá recebido cerca de 8.700 dólares do Estado Islâmico, sendo que, pelo menos cinco desses pagamentos foram feitos através do PayPal por Siful Suja, um oficial sénior do ISIS, através da sua empresa de tecnologia.

O dinheiro angariado foi utlizado para comprar um computador, um telemóvel e uma VPN utilizada para comunicar com o Estado Islâmico, segundo o FBI. Sujan morreu em 2015.

Um porta voz do eBay contou ao jornal que avançou com a informação agora divulgada que a empresa "tem uma tolerância zero para atividades criminais que decorram nos seus mercados". A tecnológica está a auxiliar as autoridades no caso em questão. Já o PayPal esclarece que "investem um tempo e recursos significantes para prevenirmos qualquer atividade terrorista na plataforma", denunciando qualquer atividade suspeita diretamente às autoridades e oferecendo-se, em todos os casos, para prestar qualquer auxílio necessário.

Elshinawy alegou ser inocente e não apoiar o Estado Islâmico mas os procuradores estão convictos de que o dinheiro foi utilizado para um possível ataque nos EUA. O arguido diz não ter planeado qualquer tipo de ataque e aguarda o julgamento em tribunal.

Comentários

Critério de publicação de comentários