Página gerada às 03:58h, sexta-feira 20 de Outubro

Hoje é notícia

19 de Maio de 2011, 06:03

Lisboa, 19 mai (Lusa) - Hoje é notícia:

Economia

A CGTP convocou para hoje duas manifestações em Lisboa e Porto contra o memorando de acordo entre a "troika" e o governo, considerando que as medidas vão agravar as injustiças sociais. A CGTP defende que as medidas do memorando de entendimento que regula as condições para o resgate a Portugal vão agravar as injustiças sociais e que, por isso, os portugueses se devem mobilizar contra elas. "Temos que agir. Temos de transformar silêncios e medos em disposições para fazer protestos e exigir outros caminhos. É esse o grande objetivo das manifestações", defendeu o secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva.

O próximo encontro da Cícero, rede internacional de sociedades de advogados, realiza-se pela primeira vez em Portugal, e terá como orador convidado Domitília dos Santos, a portuguesa que gere fortunas em Nova Iorque. De hoje a sábado, cerca de 80 advogados de 30 países vão reunir-se em Espinho para discutir ideias, partilhar experiências e informações com o objetivo de desenvolver novas formas de cooperação, que terá como momento alto a intervenção da consultora financeira Domitília dos Santos. Em declarações à Lusa, Filipa Correia Pires, da sociedade de advogados Saraiva Lima e Associados, organizadora do encontro da rede Cícero, explicou que a escolha de Domitília dos Santos teve a ver com o facto de "ser uma portuguesa com uma grande experiência a nível internacional, considerada uma das dez portuguesas com maior mérito internacional".

As remunerações globais dos administradores das empresas cotadas na NYSE Euronext Lisboa ascenderam a 124,7 milhões de euros em 2009, quase 300 mil euros por administrador, segundo os dados da CMVM a que a agência Lusa teve acesso. Durante a tarde, num seminário que a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) promoverá em Lisboa dedicado ao "Bom Governo das Sociedades", deverão ser divulgadas as remunerações individuais dos gestores das cotadas portuguesas. De acordo com a CMVM, em média, cerca de 9,1 em cada 10 euros de remunerações pagas concretizou-se sob a forma de remunerações fixas (55,9 por cento) ou variáveis (35,2 por cento).

A Confederação Empresarial Portuguesa (CIP) vai hoje apresentar um conjunto de propostas para o programa do próximo governo, defendendo uma alteração ao artigo da Constituição onde se consagra "a garantia da segurança do emprego" e a "proibição dos despedimentos por justa causa". Num documento com as "propostas para o programa do próximo governo", e ao qual a Lusa teve acesso, a associação que representa os patrões portugueses escreve que "devem ser cumpridos e implementados" os compromissos firmados no "Acordo Tripartido para a Competitividade e Emprego", assinado pelos parceiros sociais com assento na Comissão Permanente de Concertação Social. No entanto, considera a CIP, "é necessário levar a cabo uma reforma mais extensa e profunda, de molde a remover muitos dos obstáculos que ainda persistem ao nível do enquadramento jurídico das relações de trabalho". O objetivo dos patrões é o de "promover a adaptabilidade das empresas e a fomentar o aumento das qualificações e competências dos ativos".

Política

O primeiro-ministro demissionário e recandidato socialista nas legislativas de 5 de junho vai estar na mesma iniciativa dos seus adversários do PSD e do CDS-PP, em Lisboa, intitulada "Governar Portugal", pela manhã.

Já os líderes do BE e do PCP, Francisco Louçã e Jerónimo de Sousa, vão ter como eventos mais populares de novo dia de pré-campanha, respetivamente, um comício noturno no Jardim São Pedro de Alcântara e a presença na manifestação convocada pela CGTP, respetivamente, também em Lisboa.

O presidente dos democratas-cristãos tem ainda, a partir das 20:45 na SIC, o seu quarto e último debate televisivo, tal como o seu opositor, Louçã, no nono e penúltimo ato da série de "duelos" na TV.

A comissão permanente da Assembleia da República debate o programa Novas Oportunidades a pedido do PS, que quer saber "porque razão está hoje" o PSD contra aquele programa.

Na segunda-feira, o líder do PSD, Passos Coelho, anunciou a intenção de pedir uma auditoria externa ao programa Novas Oportunidades, que tem motivado reações indignadas dos socialistas ao longo da semana.

Quatro outros debates vão estar na ordem do dia da comissão permanente: o segundo sobre a situação económica e social, pedido pelo PSD, o terceiro sobre a "recessão e o impacto orçamental" pedido pelo CDS-PP, um quarto sobre "a antecipação das medidas na área da Justiça", pedido pelo BE e o último sobre "a situação no hospital de São Marcos" em Braga, solicitado pelo PCP.

Cada grupo parlamentar terá quatro minutos em cada um dos debates e o Governo sete minutos.

Lusofonia

O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, inicia visita de trabalho a Timor-Leste, onde participará nas comemorações do IX Aniversário da Restauração da Independência deste país na sexta-feira.

Em Díli, Luís Amado terá encontros com o Presidente José Ramos-Horta, com o primeiro-ministro Xanana Gusmão e com o ministro dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Zacarias da Costa, com os quais abordará questões sobre o relacionamento bilateral entre os dois países.

Luís Amado terá ainda uma reunião na Missão das Nações Unidas (UNMIT) e encontrar-se-á com o contingente da GNR e com a comunidade portuguesa residente em Timor-Leste.

Por último, Luís Amado visitará a Rádio Televisão de Timor-Leste, devendo na ocasião proceder à entrega de uma doação de equipamento, e efetuará também uma visita à Escola de Referência de Maliana, um dos quatro pólos de ensino que contam com o apoio da Cooperação Portuguesa naquele país.

A secretária-geral do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Cecilia Akintomide, apresenta em conferência transmitida pela Internet o programa da reunião de Lisboa, que juntará milhares de empresários, representantes governamentais de 77 países e instituições internacionais entre os próximos dias 06 e 10 de junho.

Uma agenda para o crescimento e a inclusão em África é o tema do evento, que será marcado, nos dias 09 e 10 de junho, pela reunião anual do Conselho de Governadores do BAD.

Um dos pontos altos do evento é a divulgação do relatório anual "African Economic Outlook" (Perspetivas da Economia Africana), que deverá ocorrer logo no dia 06 de junho.

Portugal é um dos acionistas não regionais do BAD e será o terceiro país não africano a acolher as reuniões anuais desde 1982, quando países não africanos se tornaram acionistas da instituição.

Internacional

Decorre em Mértola a conferência/debate "Diálogo e Cidadania no Mediterrâneo", numa iniciativa inserida na 6.ª edição do festival islâmico de Mértola, que decorre até domingo.

Entre os participantes, destacam-se Eleonora Insalaco (Alexandria, Egito) que participou na coordenação do "Relatório Anna Lindh das tendências interculturais euromediterrâneas 2010", Antoine Messarra, membro do conselho constitucional do Líbano, o tunisino Jalel El Gharbi, escritor, jornalista e professor na universidade de Manouba-Tunes, e a francesa Giovanna Tanzarella, diretora da Fundação René Seydoux para o mundo mediterrânico.

O lado português é representado por Isabel Alcario, investigadora do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI), e pelos jornalistas Paulo Moura e Carlos Magno. Foi ainda anunciada a presença, no encerramento, do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, João Gomes Cravinho.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e o comissário para o Alargamento e Política de Vizinhança, Stefan Fule, deslocam-se à Sérvia, Kosovo e Albânia.

Na sua segunda deslocação à região dos Balcãs ocidentais após uma visita de dois dias, no início de abril, à Croácia, Bósnia, Montenegro e Macedónia (FYROM), os dois responsáveis vão manter encontros com líderes políticos e representantes da sociedade civil, e manifestar o apoio da Comissão às "perspetivas europeias" de Belgrado, Pristina e Tirana.

A deslocação pretende ainda, segundo um comunicado emitido em Bruxelas, "encorajar a necessidade de futuras reformas" e "garantir o funcionamento pleno e estável das instituições democráticas e as relações de boa vizinhança", aspetos definidos como "indispensáveis" para o processo de aproximação e eventual adesão à União Europeia.

O presidente norte-americano, Barack Obama, faz no Departamento de Estado um discurso sobre as revoltas no mundo árabe e no Norte de África.

É esperado um discurso "completo e abrangente" sobre o que tem acontecido na região desde meados de dezembro de 2010.

O movimento de protesto iniciado na Tunísia levou em menos de um mês à saída do país do presidente Zine El Abidine Ben Ali, a 14 de janeiro. A 11 de fevereiro, foi a vez do presidente egípcio Hosni Mubarak deixar o cargo. A contestação popular continua na Síria, na Líbia e no Iémen, depois de ter abalado o Bahrein.

Apesar do seu apoio geral aos movimentos de protesto, a administração Obama não tem respondido com o mesmo entusiasmo em todos os casos.

Sociedade

A audição como testemunha do secretário-geral do PSD, Miguel Relvas, no julgamento do processo Portucale, está marcada para hoje, a pedido do Ministério Público, num caso relacionado com crimes de tráfico de influências.

O dirigente social-democrata deveria ter sido ouvido a 27 de abril na sexta vara criminal de Lisboa, no Campus de Justiça, mas naquele dia a audição foi adiada porque a testemunha que estava a prestar depoimento desde manhã continuava a ser ouvida às 16:00.

Na altura, Miguel Relvas prometeu ficar mais atento às propostas para a Justiça.

"De facto a Justiça em Portugal precisa de reformas profundas", afirmou, à saída, indicando que aquela foi a primeira vez que foi a tribunal.

A Ordem dos Advogados (OA) assinala hoje, em Castelo Branco, o Dia do Advogado sob o signo das medidas para a Justiça propostas pela "troika" que negociou a ajuda externa a Portugal, disse à agência Lusa o seu bastonário.

Em declarações à agência Lusa a propósito desta data, Marinho Pinto criticou as propostas da "troika" (Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e Comissão Europeia) pelo seu "pendor excessivamente economicista, em detrimento da dimensão de cidadania" e da defesa dos direitos humanos e do Estado de Direito democrático.

O bastonário manifestou também o desejo de que o Dia do Advogado assinale um combate contra o "custo excessivo da Justiça" em Portugal e a luta contra a "massificação" da advocacia, que está a destruir a dignidade da profissão, sublinhou.

Cultura

"Sobre a cegueira e a lucidez" é o lema da edição deste ano da Feira do Livro de Sevilha, que começa hoje na cidade espanhola e homenageia José Saramago, Prémio Nobel da Literatura 1998.

A menos de um mês do primeiro aniversário da morte do escritor falecido a 18 de junho de 2010, o certame é dedicado a Saramago (1922-2010) pela relação especial que o escritor sempre manteve com Sevilha, refere o diretor da feira, Javier López Yáñez, no sítio do certame na internet.

Académicos, empresários, gestores e jornalistas reúnem-se hoje no Instituto Camões (IC), em Lisboa, num seminário sobre as línguas portuguesa e espanhola e a importância da internacionalização dos idiomas na economia dos dois países.

Debater a importância das línguas na internacionalização das economias, quer ao nível do comércio externo quer ao nível das iniciativas empresariais, e analisar como, em conjunto, estas podem aumentar perspetivas de negócios, são, segundo a presidente do Instituto Camões, temas em discussão.

País

O Movimento do Bom Sucesso Vivo, do Porto, convocou para hoje uma concentração de protesto contra a requalificação prevista para este mercado.

Além do protesto, 17 personalidades ligadas à cultura assinaram também um manifesto pela "proteção do comércio de proximidade" e contra a transformação do Mercado do Bom Sucesso "em 'shopping' e hotel", divulgou o Movimento Bom Sucesso Vivo (MBSV).

O músico Pedro Abrunhosa, o curador de arte contemporânea João Fernandes, o ator António Capelo, a produtora cultural Ada Pereira da Silva, o professor e documentarista Jorge Campos e a pintora Isabel Lhano foram alguns dos agentes culturais que subscreveram o documento.

No manifesto, divulgado pelo MBSV, refere-se que o mercado portuense "deve ser requalificado e mantido como equipamento público ao serviço da população", criticando-se a sua conversão "num complexo de 'shopping', hotel, parques de estacionamento e lojas de produtos alimentares de luxo".

O projeto de arquitetura referente à implementação do conceito da empresa Mercado Urbano no Bom Sucesso foi aprovado a 19 de abril.

A Câmara do Porto assinou a 25 de janeiro, com a Mercado Urbano o contrato que permitirá a concessão e requalificação do mercado.

Desporto

Futebol: O FC Porto tem garantida uma grande receção no aeroporto de Francisco Sá Carneiro, quando chegar de Dublin com a Taça da Liga Europa de futebol, conquistada na final de quarta-feira frente ao Sporting de Braga (1-0).

Enquanto os "dragões" festejam a conquista de mais um troféu europeu, os "arsenalistas" lamentam a perda da sua primeira final, mas prevê-se que na chegada ao aeroporto, bem como a Braga, os jogadores "arsenalistas" vejam premiada a excelente época protagonizada.

Golfe: O inglês James Morrison inicia a defesa do título de campeão do Open da Madeira em golfe, uma prova que decorrerá até domingo no Porto Santo e que conta com a participação de seis jogadores portugueses.

Entre os lusos, as esperanças maiores de um bom resultado recaem sobre Ricardo Santos e Filipe Lima, que disputam o "Challenge Tour", de acesso ao European Tour.

Com prémios de 700.000 euros, o Open da Madeira conta para a Corrida para o Dubai do European Tour e para os rankings do Challenge Tour e Mundial, e é o segundo mais importante torneio realizado em Portugal, a seguir ao Portugal Masters.

Hóquei em patins: O FC Porto vai tentar imitar os açorianos do Candelária e garantir a presença nas meias-finais da Liga Europeia, mas para isso terá de ultrapassar os espanhóis do FC Barcelona, detentores do troféu.

Numa prova que decorre em Andorra, os "dragões", caso passem os catalães, vão defrontar outra equipa espanhola nas "meias", o Liceo da Corunha, enquanto os açorianos têm encontro marcado com o vencedor da eliminatória entre os espanhóis do Réus e os italianos do Valdagno.

Lusa/fim


Comentários

Critério de publicação de comentários