Página gerada às 22:00h, sexta-feira 17 de Novembro

Sétima edição dos Prémios SIRIUS acontece em Novembro com homenagem a "UM POVO, UM PAÍS"

13 de Setembro de 2017, 17:16

A Deloitte apresentou hoje, em Luanda, a sétima edição dos Prémios SIRIUS, uma iniciativa que visa reconhecer as boas práticas na gestão das empresas e na actuação dos empresários, empreendedores e gestores, e contribuir para a criação de uma cultura empresarial de excelência.


Segundo o comunicado de imprensa, esta nova edição será dedicada ao Povo Angolano e à República de Angola – “UM POVO, UM PAÍS”, uma homenagem à forma elevada como o país tem sabido desenhar e conduzir os seus destinos, e afirmar-se internacionalmente, granjeando respeito e admiração.

"O Povo Angolano, sendo embora heterogéneo na diversidade e riqueza étnica e cultural, sabe afirmar-se como uma grande Nação. Uma Nação una, coesa, forte e determinada e, acima de tudo, com uma ambição de querer ir mais longe, de fazer mais e melhor, de mostrar ao mundo e a todos quantos nos visitam e connosco interagem, um espírito de abertura, de diálogo e de fraternidade", afirmou o Professor Doutor Manuel Nunes Júnior, Presidente do Júri dos Prémios SIRIUS, durante o encontro.

"Estes atributos têm sido bases essenciais para o desenvolvimento económico, social e cultural a que temos assistido. Não restam dúvidas de que o país é hoje o símbolo de um país política e institucionalmente maduro, com um papel de grande relevo no quadro da geopolítica internacional, nomeadamente no que respeita à África subsariana", concluiu.

Duarte Galhardas, Presidente da Deloitte em Angola, referiu que "é a fibra deste povo que os Prémios SIRIUS querem enaltecer e homenagear este ano, cientes que estamos todos de que a sociedade angolana encerra em si todos os atributos para continuar a afirmar-se como um país de excelência. Tal como no passado, continuaremos empenhados em contribuir para os destinos deste país, distinguindo o talento e os melhores exemplos do setor empresarial angolano e promovendo uma cultura de rigor e excelência. É também a realização do nosso propósito de gerar um impacto positivo e relevante para a sociedade."

O Júri desta sétima edição é constituído por um corpo independente e isento de jurados, do qual faz parte o Dr. Henda Inglês, o Dr. José Severino, a Prof. Dra. Laurinda Hoygaard, o Dr. Manuel Alves Monteiro e a Dra Vera Daves, e este ano, numa estreia, o Eng. Fernando Pacheco, sendo presidido pelo Professor Doutor Manuel Nunes Júnior.

Os nomeados para as categorias dos Prémios SIRIUS serão conhecidos no início do mês de Novembro. O processo de identificação e análise das personalidades e empresas elegíveis para efeitos de nomeação, e que suporta a decisão do Júri, é realizado por uma equipa de profissionais da Deloitte e tem por base os critérios inscritos no Guia de Nomeação e no Regulamento dos Prémios.

A gala de entrega de prémios está agendada para o dia 30 de Novembro, em Luanda.

A categoria Melhor Empresa Exportadora, uma novidade na edição passada, que visa distinguir a empresa nacional que, exportando produtos ou serviços, contribui de uma forma positiva para o esforço de equilíbrio da balança comercial do país, para a modernização do tecido empresarial angolano e para a criação de postos de trabalho, vai manter-se em 2017.

São dez as categorias da sétima edição dos Prémios SIRIUS: Empresa do Ano do Sector Financeiro, Empresa do Ano do Sector Não Financeiro, Melhor Relatório de Gestão e Contas do Sector Financeiro, Melhor Relatório de Gestão e Contas do Sector Não Financeiro, Melhor Gestor do Ano, Melhor Investimento Directo Estrangeiro, Melhor Programa de Responsabilidade Social, Melhor Programa de Desenvolvimento do Capital Humano, Melhor Empreendedor do Ano e Melhor Empresa Exportadora.



SAPO